Um firewall é um sistema de segurança de rede, baseado em hardware e/ou software, que usa regras e algoritmos inteligentes para controlar o tráfego de dados que entra e sai de uma determinada rede.

Na prática, um firewall atua como uma barreira entre uma rede confiável e uma rede externa não confiável, controlando o acesso aos recursos de uma rede para outra através de um modelo de controle positivo.

Isso significa que o único tráfego permitido na rede é definido na política de firewall – o resto é negado bloqueado até que o próprio usuário ateste sua segurança.

Quais as vantagens do firewall?

A principal vantagem de um firewall é que ele é uma barreira entre as redes internas e externas e, portanto, ajuda a evitar acessos incomuns ou ameaças maliciosas.

Se algum site disponibilizar um download automático sem pedir a autorização do usuário, por exemplo, o firewall atua como uma obstrução.

Com um firewall adequado é possível, inclusive, controlar a velocidade da Internet para cada usuário da rede, além de ser possível também controlar o tipo de conteúdo ou quais sites é permitido acessar.

Para garantir o máximo de segurança sem prejudicar a usabilidade dos dispositivos, os melhores firewalls do mercado utilizam-se de vários critérios como credibilidade do serviço de hospedagem do site, conteúdo da página, ações automáticas da página e muitos outros.

No caso de um ambiente empresarial, seja uma pequena, média ou grande empresa recomenda-se a instalação de um equipamento específico para esta finalidade. Estes equipamentos são desenvolvidos por fabricantes especializados e por isso possuem um hardware e software muito mais eficientes e seguros, ao contrário de algumas soluções que são apenas em software e instaladas em um computador.

Por que alugar ao invés de comprar um firewall

As empresas que investem em serviços de TI terceirizados obtêm benefícios significativos, que as ajudam a operar de forma mais eficiente sem ter que investir em contratação de funcionários especializados, aquisição de infraestrutura e treinamentos internos.

Inclusive alguns analistas esperam que a terceirização global de Tecnologia da Informação (TI) tenha uma taxa de crescimento anual composta de cerca de 6% (seis por cento) até 2019. Alguns estudos também mostram que aproximadamente 60% da função de TI está sendo terceirizada hoje, com gastos em terceirização representando 10,2% dos orçamentos médios de TI.

Por que a terceirização de segurança faz sentido

Muitas pequenas e médias empresas estão indo em direção a terceirização de segurança e operações cotidianas, dado o crescente número de falhas de dados e o maior risco de perder informações importantes – lembra do ataque de ransomware que chocou o mundo?

A situação é tão crítica que, em uma pesquisa recente realizada com 287 profissionais de TI e negócios conduzidos pela CIO, CSO e Computerworld, 56% dos entrevistados disseram que suas organizações estão recrutando consultores externos para ajudar na estratégia de segurança da informação e 40% disseram que estão se voltando para MSSPs –  Managed Security Services Providers.

E o gerenciamento de firewall é certamente uma das áreas mais terceirizadas. Por quê?

1. Redução dos custos com aquisição de equipamentos: A renovação de equipamentos (hardware e software) de firewall da empresa é um processo que demanda grandes investimentos. Entretanto, por meio da terceirização, a empresa pode obter acesso a novos equipamentos por um custo muito mais reduzido. Além disso, com o aluguel de firewall todos os custos com manutenção de equipamentos são eliminados do orçamento da empresa.

2. Suporte técnico especializado e integral: Uma das vantagens principais, e provavelmente mais óbvias, é o acesso que você ganha às pessoas altamente qualificadas, em uma fração do custo quer seria empregá-las por conta própria. Por exemplo, para fornecer 24 horas, sete dias por semana de cobertura você precisaria de pelo menos 10 pessoas (isto assume quatro turnos de duas pessoas com um extra de duas pessoas para a sobreposição). Você precisaria então de cinco indivíduos altamente qualificados e muito caros para tomar decisões sobre os riscos e determinar o que é aceitável.

3. Solução escalonável: A segurança é extremamente intensiva em hardware e software. As organizações que têm de lidar com picos em seus processos de negócios podem querer optar por terceirizar o firewall e deixar o fornecedor de serviços lidar com os picos de demanda de desempenho. Isso anula a necessidade de pagar demais por um nível de capacidade que não é necessário na maioria das vezes.

4. Proteção unificada e simplificada: Geralmente as contratações de serviços de firewalls são tratadas por  MSSPs –  Managed Security Services Providers, as quais, normalmente, disponibilizam serviços completos e unificados em se tratando de segurança de rede utilizando-se de firewalls. Esses contratos já contam com a disposição de tratativas para filtro de conteúdo web, balanceamento de links, IPS, anti-malware e relatórios dinâmicos em tempo real.

5. Maior produtividade: instalar e gerenciar um firewall com a equipe interna pode trazer muita “dor de cabeça” para o gestor de TI que, além de instalar, vai precisar lidar com todos os eventuais problemas que um sistema assim pode gerar, com a terceirização desse serviço extremamente específico, a sua empresa ganha com mão de obra especializada e suporte 24×7.

Em outras palavras, ao alugar (terceirizar) o firewall da sua empresa você reduz os custos operacionais e ainda “ganha tempo” para focar naquilo que realmente importa: o futuro do seu negócio.

Para saber mais sobre como funciona o aluguel de firewall ou terceirização de serviços de TI em geral, não deixe de falar com a RL2.